Como é Feita a Cerveja?

A cerveja é uma das bebidas mais consumidas e apreciadas por todo o mundo. O processo básico para a sua produção e os ingredientes utilizados são bastante básicos, ou não fosse a cerveja produzida há já milhares de anos, possivelmente desde os tempos do Neolítico, há cerca de 11.500 anos.
A história da cerveja é longa e complexa e aqui debruçamo-nos sobre o processo da sua produção, que dá origem às muitas variedades de cervejas que encontramos regularmente nas prateleiras dos supermercados, em bares e restaurantes.

beerA cerveja mais comum é produzida a partir de água, malte, cereais não maltados e lúpulo.
A água constitui o elemento principal, formando o suporte e a base da cerveja, enquanto o malte será o principal responsável pelos sabores, cores e aromas diversos que podemos apreciar.
Os cereais não maltados influenciam o grau alcoólico e o sabor da cerveja, ao passo que o lúpulo é um conservante natural, para além de atribuir à cerveja o seu característico toque amargo.

Tendo toda a infraestrutura montada e os ingredientes disponíveis, pode dar-se início à produção da cerveja. O malte e os cereais não maltados são transformados em farinha, que é depois misturada com água, obtendo-se um composto designado por “mosto”.
Um processo de filtração retira ao mosto todas as matérias não dissolvidas, encontrando-se o produto então pronto para o processo de ebulição, numa caldeira onde é acrescentado o lúpulo. Após esta fase, o produto é arrefecido e deixado posteriormente a fermentar. Quanto maior for o período de fermentação, maior será o teor alcoólico da cerveja.
A cerveja passa depois por um processo de maturação de cerca de uma semana, durante o qual são removidas quaisquer impurezas que possam encontrar-se presentes. Segue-se um último processo de filtração, ficando a bebida pronta para a derradeira fase, a do enchimento, em que é colocada nos recipientes que podemos normalmente encontrar, como são as latas, garrafas e barris.